Galera brasileira no topo da Lions Head

Comemoração no topo da Lions Head.

Ao lado da Table Mountain, a Lions Head é a preferida dos sul-africanos amantes do trekking e atividades ao ar livre. Uma caminhada suave de cerca de 1 hora leva ao topo da montanha, de onde se desfruta de uma bela vista da Cidade do Cabo e um pôr-do-sol encantador.

Subimos à tardinha, por volta das 16 h. O guarda florestal ofereceu-se para nos conduzir até o início da trilha. O acesso é fácil. Da estrada Kloof Nek, que leva à entrada do parque, em apenas 5 minutos de caminhada, chega-se ao sopé da montanha.

Os primeiros minutos da trilha é uma rampa suave, de onde já se pode deslumbrar o cenário cinematográfico. O visual é cenário de cinema. Belíssimo, de tirar o fôlego.

À direita, o cume da Lions Head.

Olhando-se para baixo, a Cidade do Cabo. Para frente, as encostas da Table Mountain. Para cima, a Lions Head (Cabeça do Leão). Os olhos ficam extasiados de tanta beleza e sem saber para onde olhar… É deliciosamente atordoante.

Alguns minutos mais e passamos pela rampa de paragliding. A comparação com a Cidade Maravilhosa é inevitável. A caminhada leve da Lions Head e a rampa me lembraram a Pedra Bonita, de onde os cariocas pulam de asa delta.

A Cidade do Cabo é um paraíso para atividades ao ar livre e esportes radicais. Nos finais de semana, sempre se veem esportistas correndo, pedalando, surfando, saltando de paraglide. Cerca de 500 km da Cidade do Cabo, na estrada que leva à famosa praia de surfista Jeffreys Bay, está o maior bungge jump do mundo, com 216 metros de altura e 180 metros de queda livre! Eu pulei! Irei escrever sobre essa experiência única! A atmosfera desta ponta do extremo sul da África respira esporte.

Chegamos lá em cima, por volta da 17:30h, subimos devagar, contemplando a paisagem. Éramos em torno de 20 brasileiros, 1 argentina e 1 espanhola, que se agregaram ao grupo. Fizemos a maior festa quando alcançamos o topo (para variar, né?… brasileiro gosta de uma festa!). Acabamos com a quietude do lugar (risos). Mas os outros turistas gostaram da nossa alegria e participaram, também, da comemoração. O gaúcho Lucas Costa vestiu, especialmente, uma camiseta branca para ocasião, para colher nossa assinatura e registrar a “conquista”, eternizando esse momento especial. 

Após a festa, a quietude. O silêncio preencheu o topo da montanha.

Cada um em seu momento de reflexão, admiração, esperando o momento sublime do sol se pondo no mar…

O sol se pôs e mais uma vez os brasileiros quebraram o protocolo, lançando moda nas terras sul-africanas:

Todos aplaudiram de pé o espetáculo da natureza!

Eu e Denis.

Espetáculo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: